WhatsApp
Facebook
Vinte Cães Policiais Reforçam Ações Da Polícia Penal No Paraná

A Polícia Penal do Paraná adota diversas estratégias para aumentar a eficácia de suas operações, incluindo o uso de cães, também conhecidos como “K9”, que desempenham funções cruciais, principalmente em buscas dentro das unidades prisionais. Composto por 20 agentes caninos das raças pastor belga malinois, pastor alemão e rottweiler, selecionados por critérios rigorosos e treinados semanalmente, esse grupo é dividido em quatro unidades do Setor de Operações Especiais (SOE) nas cidades de Maringá, Londrina, Ponta Grossa e Foz do Iguaçu, abrangendo três subgrupos distintos: cães de faro, cães de proteção e cães de busca e captura de pessoas.

Os resultados são expressivos, em 2023, a Polícia Penal registrou 93 ações com cães em proteção aos servidores, 10 inspeções penitenciárias, 25 operações de detecção de ilícitos e duas inspeções em cadeias públicas. Além disso, os cães participaram de operações externas, como a Operação Safra Segura, onde atuaram por 45 dias, realizando 353 abordagens e inspeções em veículos, resultando na localização de drogas, dinheiro e celulares. Na Operação Efeito Dominó, auxiliaram na apreensão de dois quilos de crack e cocaína, entre outros itens ilícitos.

Rodrigo Nieri da Costa, policial penal da equipe K9 do SOE de Maringá, destaca a eficácia dos cães nas operações policiais, ressaltando a aguçada capacidade olfativa dos animais, que possibilita a localização de objetos com rapidez e eficiência. Cada cão passa por um treinamento especializado, que inclui adaptação a ambientes e situações variadas, com duração média de 14 a 24 meses, dependendo da função.

Após alguns anos de serviço, os cães se aposentam, geralmente aos 8 ou 9 anos de idade, podendo ocorrer antes caso haja mudanças de comportamento. Barbara Nunes, policial penal do SOE de Piraquara, destaca a constante busca por aprimoramento e aprendizado, inspirada na experiência de outras forças policiais que também empregam cães em suas operações.

Essa iniciativa demonstra o compromisso da Polícia Penal do Paraná em utilizar métodos inovadores para aprimorar a segurança pública e garantir a efetividade de suas ações.

Foto: Polícia Penal do Paraná

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook