WhatsApp
Facebook

Um mês após o crime, a Polícia Civil realizou a prisão de um dos suspeitos envolvidos na execução de Viviane Bueno da Silva, de 33 anos, na última quarta-feira (24), em Campina Grande do Sul, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). Durante o ataque, ocorrido na noite de Natal, o marido e o filho da vítima foram poupados pelos atiradores.

O delegado Gustavo de Alves Pinho, responsável pelas investigações, destacou que, nas fases iniciais, as apurações visavam identificar o(s) autor(es) do crime.

“O juiz expediu dois mandados de busca e apreensão na residência de um dos suspeitos de ter participação neste crime. No local, foi localizado uma pistola calibre 9 milímetros (mm), que é a mesma usada no crime investigado. A arma foi apreendida.”

Durante a ação criminosa, um homem armado invadiu a residência da vítima, efetuando vários disparos contra Viviane. O marido e o filho estavam no quarto no momento da invasão. Os criminosos, ao adentrarem a casa, chamaram a vítima pelo nome.

O irmão do suspeito também foi detido durante a operação policial, sendo acusado de posse ilegal de arma de fogo. A família da vítima especula que uma dívida com um agiota possa ter motivado o crime, mas essa informação ainda não foi confirmada pela polícia.

Em outra residência, pertencente a um familiar do suspeito, foram apreendidas mais duas armas de fogo, ambas pistolas calibre 9 mm. O irmão, por não possuir os registros das armas, foi autuado em flagrante.

As armas serão submetidas a análise no Instituto de Criminalística (IC) para confronto balístico. A Polícia Civil continua as investigações para apurar a possível participação de outros suspeitos no crime.

Foto: Divulgação / Polícia Civil

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Angeli