WhatsApp
Facebook

O Paraná enfrenta uma situação crítica, com 17 municípios em estado de emergência devido à epidemia de dengue.

Diante disso, o governo estadual anuncia a liberação de recursos para intensificar o combate à doença. Serão destinados R$ 93 milhões, distribuídos da seguinte maneira:

  • Provigia: O Programa Estadual de Fortalecimento da Vigilância em Saúde receberá R$ 60 milhões para ações preventivas e de promoção da saúde. Esse montante será direcionado para a aquisição de equipamentos de controle vetorial e proteção individual, insumos, além da produção e divulgação de materiais informativos. A antecipação do repasse do Provigia, geralmente realizado no final do ano, ocorrerá já em abril, conforme anunciado pela Secretaria de Saúde.
  • Municípios: Serão repassados R$ 20 milhões para as 399 cidades paranaenses, visando à aquisição de medicamentos e soro fisiológico. Os recursos serão direcionados prioritariamente para as localidades mais afetadas pela dengue.
  • Hospitais: R$ 5 milhões serão destinados aos hospitais de referência no atendimento à dengue, com o intuito de fortalecer a capacidade de assistência aos pacientes em estado grave.
  • Agentes de endemias: Um montante de R$ 8 milhões será investido na aquisição de tablets para os agentes de combate às endemias. Essa medida visa facilitar o registro de dados das equipes de campo, especialmente durante as visitas domiciliares de combate à dengue.

Os primeiros pagamentos estão previstos para março. Os casos de dengue aumentaram significativamente nos primeiros meses de 2024, chegando a quase 20 vezes mais do que no mesmo período de 2023. De acordo com o último boletim epidemiológico, o Paraná registra 58.567 casos confirmados, 155.500 notificações, 23 mortes, além de 37.436 casos em investigação e 53.519 descartados.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook