WhatsApp
Facebook
Renault celebra 25 anos de presença no Paraná ao destinar R$ 2 bilhões para lançamento de novo SUV

A Renault do Brasil anuncia um investimento adicional de R$ 2 bilhões para a produção de um novo veículo no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais, Região Metropolitana de Curitiba. O presidente em exercício, Geraldo Alckmin, e o governador Carlos Massa Ratinho Junior participaram da cerimônia que celebrou os 25 anos da multinacional francesa no Paraná.

Esse aporte possibilitará a fabricação de um C-SUV totalmente novo, utilizando a Plataforma Modular do Grupo Renault, a mesma do Kardian, previsto para ser lançado em março de 2024. A iniciativa faz parte do International Game Plan 2027, um projeto global que planeja a produção de oito novos modelos, incluindo três SUVs do segmento C, entre 2024 e 2027 para os mercados internacionais.

Desde 2021, a montadora destinou R$ 5,1 bilhões à planta paranaense com o apoio do programa de incentivos fiscais do Governo do Estado. Ratinho Junior destacou o momento positivo na economia paranaense, com um PIB que cresceu 8,6% no primeiro semestre deste ano e a geração de mais de 115 mil empregos até outubro. Ele ressaltou a Renault como um grande cartão de visitas para o Paraná, consolidando o estado como um dos maiores polos automotivos do Brasil.

O presidente em exercício, Geraldo Alckmin, enfatizou o papel estratégico da Renault na indústria automotiva nacional, destacando a importância de incentivar a inovação e a sustentabilidade. O CEO da Renault na América Latina, Luiz Fernando Pedrucci, ressaltou a competição global pela confiança e investimentos do grupo, afirmando que o Brasil é um grande mercado mundial.

O presidente da Renault do Brasil, Ricardo Gondo, destacou que o modelo anunciado será o segundo veículo produzido no Brasil como parte do International Game Plan. Ele mencionou a ampliação da gama de produtos fabricados pela Renault no Paraná, entrando em um novo segmento. O novo veículo utilizará um motor produzido no Complexo Ayrton Senna pela Horse, empresa do Grupo Renault dedicada ao desenvolvimento de motores híbridos com baixa emissão de CO2.

O evento também anunciou um investimento de R$ 100 milhões pela Horse no Complexo Ayrton Senna. O Complexo Industrial Ayrton Senna, inaugurado em 1998, abriga fábricas da Renault e indústrias parceiras em uma área de 2,5 milhões de metros quadrados. Reconhecido pelo Fórum Econômico Mundial como referência na Indústria 4.0, a unidade já produziu mais de 3,5 milhões de veículos, exportando 1 milhão deles para toda a América Latina e gerando cerca de 5,3 mil empregos diretos e 25 mil indiretos.

Foto: Jonathan Campos / AEN

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook