WhatsApp
Facebook

Recentemente aconteceu mais uma edição do programa Castrapet, parceria entre a Prefeitura Municipal de Campina Grande do Sul e o Governo do Estado. A ação foi realizada por uma equipe de médicos veterinários e resultou em 108 animais, entre cães e gatos, castrados. O critério definido de acordo com a realidade do município foi em atender, inicialmente, as protetoras e cuidadoras de animais de rua e a população da região  cadastradas no CadÚnico.  Alguns dos animais tiveram reprovações na triagem  do pré-operatório além dos que não compareceram ou desistiram.

A esterilização acontece dentro de um castramóvel, unidade equipada com centro cirúrgico, sala de recuperação, sala de preparo, autoclave, aparelhos de anestesia inalatória, monitor multiparamétrico, entre outros, o que garantiu um atendimento de qualidade.

O prefeito Bihl Zanetti, acompanhou o início dos trabalhos que ocorreu no Centro de Eventos, e conversou com tutoras e destacou a parceria com o governo do Estado. “A castração é uma demanda crescente em toda região metropolitana. O papel do Castrapet é importante  na questão da saúde pública e serve também  como apoio e incentivo às questões ambientais e assim avançamos no controle e maior esterilização da população de animais de rua da cidade” avaliou o prefeito.

Aprovaram

Para Claudineia Harkusz Cerqueira, moradora do Jardim da Colina,  não seria possível castrar seus sete gatos e duas cadelas de rua, resgatados para ficar em um lar temporário na casa da sua irmã. “Todos que gostam de animais sabem que para manter não está nada barato. Os custos com medicação, ração, etc.  Fica fora do orçamento conseguir castrar todos. Está aprovada a  ação do Governo do Paraná com a prefeitura de Campina Grande do Sul foi muito importante. Que venham mais parcerias pensando do bem estar animal”, destacou Claudinéia.

Para a tutora de 19 cães, Elenice Kerschner, moradora no bairro  Mandassaia, o serviço do CastraPet é ótimo. “Acompanho o trabalho deles pelo Paraná e os profissionais são muito competentes. Os animais saem com remédio para pós-operatório e chipagem de identificação. Nessa ação de Campina até roupa cirúrgica eles ganharam. Serviço completo!”, diz ela, que cuida entre 15 a 20 cães na rua dando alimentação, remédios, casinhas e carinho. Após a castração e recuperação, Elenice devolve os animais em seus locais.

Claudineia Harkusz Cerqueira Aprovou A Acao Do Governo Do Parana Com A Prefeitura Para Castrar Seus Sete Gatos E Duas Cadelas De Rua 1 Programa Castrapet Paraná Faz A Castração De Cães E Gatos Em Campina Grande Do Sul
Tutora De Gatos Aprovou A Castração

Circuito lúdico

A  pedagoga Angela Panizzi,  da educação ambiental do IAT – Instituto Água e Terra, atua  nos cronogramas do CastraPet apresentando atividades lúdicas que tem como  objetivo destacar a importância de cuidar bem dos pets e também explica sobre as necessidades básicas do animal e cuidados pós operatórios à castração.

Em um  Circuito  denominado “Eu cuido do meu Pet”,  com utilização de materiais simples: bichinhos de pelúcia, potinhos plásticos, embalagens de ração, brinquedos de “médico” etc; ela ensina as crianças sobre como podem ajudar os pais a cuidar dos seus animaizinhos.

O CastraPet Paraná 

 É promovido pelo Governo do Estado, através da Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo (Sedest), e conta com o apoio das prefeituras, responsáveis pelo cadastro das famílias beneficiadas. Desde 2019, mais de 40 mil animais foram atendidos pelo programa. Até o início do ano que vem, o programa irá atingir 275 municípios (68% do Estado do Paraná). Os investimentos são de R$ 15,6 milhões, oriundos do Tesouro Estadual e de emendas parlamentares.

Os objetivos do programa são prevenir zoonoses, evitar a ninhada indesejada e chamar a atenção para os maus-tratos e o abandono de animais.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook