WhatsApp
Facebook
Prefeitura De Pinhais Realiza Lançamento Do Livro &Quot;Poeta Mirim 2023&Quot;

A Prefeitura de Pinhais, por intermédio da Secretaria de Educação (Semed), realizou na noite da última segunda-feira (13) o lançamento do livro Poeta Mirim 2023. No evento realizado no Centro de Formação dos Profissionais de Educação (Cenforpe), 170 estudantes representaram suas turmas. A temática desenvolvida neste ano foi a literatura de cordel, envolvendo aproximadamente 1.560 estudantes dos 5º anos e 30 estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA).

Durante o evento, a prefeita de Pinhais, Rosa Maria, ressaltou a importância da leitura no processo de aprendizagem e educação, destacando que investir nessa área é fundamental para a construção de uma educação de qualidade. A cerimônia de lançamento contou também com a presença da secretária de Educação, Andrea Franceschini, da deputada estadual Marli Paulino, do ex-prefeito de Pinhais e ex-deputado federal Luizão Goulart, e do presidente da Câmara de Pinhais, vereador Marcinho.

“O Projeto Poeta Mirim é realizado no município desde 2010 e tem como objetivo principal a produção de textos do campo artístico e literário da língua portuguesa, pelos estudantes das turmas dos 5º anos das escolas do nosso município. A iniciativa, assim como as outras atividades desenvolvidas acerca dos textos artísticos e literários, permitem aos participantes, o reconhecimento do mundo do imaginário e apresentam uma dimensão lúdica e de encantamento. Desta forma, valoriza-os em sua diversidade cultural e como patrimônio artístico da humanidade, de modo a contribuir para sua formação e aprimoramento como leitor literário, bem como permitir o contato com diferentes culturas, coletivos e sujeitos sociais”, explica Elisianne Cruzetta, do Departamento de Ensino. 

“Neste ano, o projeto contemplou a literatura de cordel. Um gênero discursivo que tem suas raízes nos estados nordestinos e que possui características próprias em sua estrutura e função social. Em agosto, as turmas de 5º ano participaram de formação e oficina com a cordelista Julie Oliveira, filha do famoso cordelista nordestino, Rouxinol do Rinaré e com o cordelista Patrick Lima, de Fortaleza. Também participaram estudantes das turmas da Educação de Jovens e Adultos”, conta Elisianne.

“Esses encontros possibilitaram a ampliação do repertório sobre a literatura de cordel, contemplada no planejamento docente. Após a formação, cada estudante produziu uma isogravura e um cordel. O desenho de cada estudante feito como isogravura, tornou-se capa de um livro e os cordéis produzidos pela turma integraram um livro. Desse modo, cada estudante recebeu um livro com os cordéis da turma, com a capa de sua própria autoria”, destaca.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook