WhatsApp
Facebook

O Ministério Público do Paraná, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) cumpriu três mandados de busca e apreensão em investigação sobre possível ocorrência do crime de concussão praticado por dois policiais civis lotados na Delegacia de Polícia de Piraquara. A ação foi executada com apoio da Corregedoria da Polícia Civil.

Expedidas pelo Juízo da Vara Criminal de Piraquara, as ordens judiciais foram cumpridas nas residências dos suspeitos – dois investigadores de Polícia Civil – e na Delegacia de Polícia Civil de Piraquara. Conforme apurado, eles teriam exigido vantagem em dinheiro de dono de oficina para não levá-lo preso, sob a alegação de existir suposta irregularidade em sua atividade.

Um dos investigadores foi preso porque foram encontradas drogas na casa (maconha e crack), além de pinos de cocaína e resíduos de maconha e crack no porta-luvas da viatura usada pelo policial), suspeitando-se tenham sido desviadas da delegacia. Na casa de outro investigador foram encontrados 3.100 reais em dinheiro.

A Corregedoria da Polícia Civil realizou correição extraordinária na Delegacia, acompanhada pela Promotoria de Piraquara, tendo sido observados inúmeros materiais objeto de apreensões guardados de modo irregular, sem a devida catalogação e sem identificação e vinculação com os inquéritos correspondentes.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook