WhatsApp
Facebook

A Polícia Civil de Quatro Barras estourou um frigorífico irregular que funcionava na área rural do município. As investigações se iniciaram com uma denúncia encaminhada pelo Ministério Público ao delegado Tiago Wladyka – titular da Delegacia de Polícia Civil de Quatro Barras – que instaurou inquérito para apurar a delação do estabelecimento que estava em atividade de forma irregular e sem os respectivos alvarás de funcionamento.

Após diligências, o delegado pediu ao juiz da Vara Criminal de Quatro Barras um mandado de busca e apreensão que foi cumprido nessa quarta-feira (21). Ao se deslocarem para o cumprimento do mandado, o delegado e os investigadores da DP se depararam com uma Van, que saía do frigorífico carregada de carnes para entrega, sem refrigeração alguma.

Após abordagem, os policiais adentraram no frigorífico e constataram diversas irregularidades. A Vigilância Sanitária e a Secretaria do Meio Ambiente foram acionadas e autuaram o proprietário por infrações ambientais e contra a saúde pública. Mais de uma tonelada de carne foi apreendida na operação.

Durante a revista, os policiais encontraram documentos com nome de diversos estabelecimentos de Curitiba e Região Metropolitana que compravam a carne do frigorífico, entre estes estabelecimentos, estavam mercados, açougues, restaurantes, cervejarias, baladas, bares, motéis, colégios, churrascarias, entre outros estabelecimentos.
Além de autuado administrativamente pelos órgãos competentes (Vigilância Sanitária e Secretaria do Meio Ambiente), o responsável pelo estabelecimento foi preso em flagrante pela Delegacia de Quatro Barras por crime ambiental e por crime contra as relações de consumo e permanece preso à disposição da Justiça.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook