WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Paraná inicia prazo obrigatório para atualização de rebanhos em 1º de maio

A Campanha de Atualização dos Rebanhos do Paraná de 2024 será realizada de 1º de maio a 30 de junho. A atualização é obrigatória para todos os produtores rurais com animais de produção de qualquer espécie. Aqueles que não cumprirem a exigência ficará impedidos de obter a Guia de Trânsito Animal (GTA), necessária para a movimentação de animais entre propriedades e para abate nos frigoríficos.

A atualização abrange todas as espécies animais existentes na propriedade, como bovinos, suínos, aves, entre outros. Os produtores podem realizar a atualização pelo aplicativo Paraná Agro, pelo site da Adapar ou presencialmente em unidades locais da Adapar, Sindicatos Rurais ou Escritórios de Atendimento municipais. Após 30 de junho, haverá penalidades para quem não atualizar o rebanho, incluindo multas.

O acesso ao sistema está disponível diretamente através do link www.produtor.adapar.pr.gov.br/comprovacaorebanho. Para fazer a comprovação, o produtor deve ter o CPF cadastrado. Caso seja necessário ajustar o cadastro inicial, o telefone para contato é (41) 3200-5007.

Segundo a Gerência de Saúde Animal, o Paraná possui 155 mil propriedades e 192 mil explorações pecuárias, com aproximadamente 8,6 milhões de bovinos, 7 milhões de suínos, 20 mil aviários, 240 mil equídeos, além de outros animais.

O Estado foi reconhecido internacionalmente como Área Livre de Febre Aftosa sem vacinação pela OIE em maio de 2022. Como compromisso, é necessário o cadastro de todos os animais uma vez por ano, durante maio e junho. A atualização do rebanho é crucial para uma ação rápida em casos de suspeita de doenças, garantindo a vigilância permanente exigida pelo status de Área Livre Sem Vacinação.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook