WhatsApp
Facebook

A Electrolux, líder nacional na produção de eletrodomésticos, realizou nesta sexta-feira (22) o lançamento da pedra fundamental de sua nova planta industrial em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC). O complexo, que receberá um investimento de mais de R$ 700 milhões, será a primeira unidade 100% sustentável do grupo.

O evento de lançamento contou com a presença do vice-governador Darci Piana, que anunciou a liberação de recursos para a pavimentação de uma avenida de acesso à região da indústria, com um investimento total de R$ 45 milhões.

“A atração de um investimento desse porte é sempre crucial para o Estado, pois traz consigo a criação de muitos empregos diretos e indiretos, além do impacto positivo nos serviços e no comércio local. Por isso, o Estado está empenhado em contribuir para o desenvolvimento regional”, afirmou Piana.

A nova unidade está prevista para gerar 2 mil empregos, sendo 500 diretos e 1,5 mil indiretos. A previsão é que a construção seja realizada em duas fases, com a primeira parte concluída no primeiro semestre de 2025 e a segunda até o final de 2026, coincidindo com as comemorações dos 100 anos da Electrolux no Brasil. A planta produzirá uma variedade de eletrodomésticos que atualmente são importados de fábricas estrangeiras da marca.

O CEO da Electrolux na América Latina, Leandro Jasiocha, destacou a importância estratégica do Paraná para a empresa. “Já temos uma unidade em Curitiba e agora estamos realizando este grande investimento em São José dos Pinhais, onde planejamos uma produção muito relevante para nossa estratégia de mercado no Brasil. Esta unidade nos permitirá alcançar uma eficiência maior, com custos menores, beneficiando um número maior de brasileiros”, disse.

A escolha da região de São José dos Pinhais foi influenciada pela infraestrutura local e pela sua posição estratégica, próxima ao Aeroporto Afonso Pena e com acesso facilitado ao Porto de Paranaguá. “É uma localização estratégica que facilita a logística de distribuição e o acesso a matéria-prima. Por isso, já estamos convidando uma série de fornecedores e outras empresas da cadeia produtiva para se instalarem na região”, acrescentou o COO da companhia na América Latina, Ramez Chamma.

A fábrica será construída no bairro Agaraú, em uma área de 1,5 milhão de metros quadrados. A pavimentação anunciada pelo Governo do Estado visa facilitar o acesso dos trabalhadores ao terreno e às demais empresas que se instalarão na região.

“As obras devem começar em breve. Nosso papel como poder público é criar as condições para que o desenvolvimento chegue aos municípios por meio dos investimentos do setor privado. Por isso, concentramos nossos esforços para liberar este financiamento com agilidade”, afirmou o secretário estadual das Cidades, Eduardo Pimentel.

A prefeitura local também contribuirá com a pavimentação de um trecho de quatro quilômetros da Avenida de Interligação entre as ruas Arcídio Claudino Barbosa e Vereador Domingos Benvenuto Moletta, com um investimento total de aproximadamente R$ 45 milhões.

A expectativa é que a empresa se torne a segunda maior arrecadadora do município em uma década. “São José dos Pinhais passou por uma transformação nos anos 1990 com a chegada das indústrias automobilísticas, e agora passará por uma nova mudança com a instalação da Electrolux e de todo um polo industrial”, destacou a prefeita Nina Singer.

Além de seu compromisso com a sustentabilidade, a nova fábrica também se destaca pelo planejamento de uma gestão inteligente de água, uso de energia renovável e a meta de eliminar a destinação de resíduos para aterros. Uma área de preservação permanente ocupará 20% do terreno onde a fábrica será construída, reforçando o compromisso da empresa com o meio ambiente e a comunidade local.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook