WhatsApp
Facebook
Governador divulga ações de ajuda a municípios e empresas afetados pelas chuvas

O governador Carlos Massa Ratinho Junior anunciou na segunda-feira, 09 de outubro, que municípios afetados por temporais e chuvas recentes terão acesso à linha de crédito emergencial “Paraná Recupera”, criada pela Fomento Paraná, para auxiliar na recuperação dos danos à infraestrutura urbana e rural.

Municípios que já possuem contratos de financiamento em andamento com a instituição financeira estadual também poderão solicitar uma moratória de até 12 meses nos pagamentos do valor principal financiado, devendo pagar apenas encargos nesse período.

Para ter acesso a essa ajuda financeira, é necessário que os municípios decretem o estado de emergência e que o decreto seja homologado pelo Governo do Estado. Após a homologação, os municípios terão até 45 dias para solicitar a moratória diretamente à Fomento Paraná e até 180 dias para solicitar o crédito novo junto à Secretaria das Cidades, pelo Sistema de Financiamento aos Municípios (SFM).

Além disso, a linha de crédito emergencial “Paraná Recupera” também está disponível para empresas e empreendedores afetados por temporais, alagamentos, granizo e outros eventos que causaram prejuízos ou interromperam atividades empresariais. O objetivo é apoiar a retomada dessas atividades de forma mais rápida. A instituição financeira já liberou mais de R$ 52 milhões em 1.227 operações desde o ano passado.

Os recursos incluem operações de microcrédito, com um limite de até R$ 20 mil e um prazo de pagamento de até 36 meses, bem como valores até R$ 500 mil da linha Fomento Giro Fácil, que permite parcelamentos de até 60 meses. Em ambos os casos, é possível obter um prazo de carência.

Os empreendedores podem acessar crédito para capital de giro com condições vantajosas, incluindo uma taxa de juros fixa de 7,17% ao ano. O Fundo de Desenvolvimento Econômico (FDE) subsidia a diferença de juros para reduzir o custo total do crédito tanto para empreendedores quanto para municípios.

Para acessar o crédito da linha “Paraná Recupera”, os interessados podem procurar a rede de agentes de crédito ou correspondentes dos municípios listados pela Defesa Civil, que atuam em locais como a Sala do Empreendedor, Agência do Trabalhador, Associações Comerciais e outras estruturas municipais. Esses agentes são treinados para orientar os empresários, encaminhar a documentação necessária e acompanhar o andamento das propostas. O crédito também pode ser solicitado online por meio da plataforma da Fomento, disponível no site www.fomento.pr.gov.br.

Ratinho Junior enfatizou o apoio às regiões afetadas pelas chuvas, destacando a entrega de materiais como telhas, lonas, produtos de limpeza e kits de higiene para auxiliar os municípios. Ele ressaltou a importância da prevenção, acompanhamento meteorológico e cooperação entre as agências estaduais para ajudar as comunidades a se prepararem para eventos climáticos extremos.

O governador observou que as chuvas recentes causaram danos significativos em 54 municípios paranaenses, afetando mais de 16.000 pessoas e resultando em desalojados e desabrigados. No entanto, graças às medidas de antecipação e ao auxílio prestado, muitas famílias conseguiram se preparar e enfrentar a situação.

O trabalho de acompanhamento das condições meteorológicas e ocorrências é realizado pelo Centro Estadual de Gerenciamento de Riscos e Desastres da Defesa Civil (Cegerd), que recebe informações do Simepar sobre eventos climáticos intensos. Esse sistema ajuda os municípios a se prepararem e tomar medidas preventivas.

O Cegerd também ajuda os municípios a elaborar planos de contingência e a treinar suas defesas civis municipais para atender e proteger a população em situações de emergência. Além disso, possui ferramentas que facilitam a integração de informações sobre ocorrências climáticas e auxiliam na tomada de decisões.

Foto: Geraldo Bubniak / AEN

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook