WhatsApp
Facebook
Governador busca apoio em Brasília para reforçar atendimento aos afetados pelas chuvas

O governador Carlos Massa Ratinho Junior se reuniu na terça-feira (17) com Valder de Moura, secretário-executivo do Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional, na sede do órgão em Brasília. Durante o encontro, Ratinho Junior solicitou assistência do governo federal para ampliar a ajuda prestada pelo Estado às famílias afetadas pelas fortes chuvas no Paraná.

De acordo com dados recentes da Defesa Civil do Paraná, mais de 62 mil pessoas de 77 municípios foram afetadas pelas chuvas. Atualmente, 7.186 pessoas estão desalojadas, abrigadas em casas de parentes ou conhecidos, e 816 estão desabrigadas, recebendo assistência em abrigos públicos. Após a homologação do decreto de situação de emergência em Prudentópolis, o número de municípios paranaenses nessa situação subiu para 18.

Durante a reunião, a comitiva paranaense apresentou a situação de cada região afetada, com ênfase nos municípios mais prejudicados pelas inundações devido às chuvas. “O Ministério da Integração e do Desenvolvimento Regional é a pasta que cuida dessas catástrofes, como enchentes e chuvas de granizo, que têm acontecido no Brasil, e por isso apresentamos a eles a situação do Paraná, em especial dos municípios que já decretaram situação de emergência”, disse Ratinho Junior.

“A reunião foi muito produtiva, porque pudemos apresentar aquilo que o Governo do Estado já tem feito para ajudar as famílias neste momento de dificuldade, além de solicitar o apoio da União com recursos para ampliar esse suporte à população”, acrescentou o governador.

Além disso, o Governo do Estado doou diversos recursos, como cestas básicas, kits dormitórios, colchões, kits de higiene, kits de limpeza e telhas, além da distribuição de toneladas de alimentos por meio da Ceasa-PR.

O secretário-executivo do Ministério se comprometeu a agilizar a alocação de recursos para auxiliar o Paraná durante esse período. Ratinho Junior enfatizou que a diminuição das chuvas é essencial para resolver o problema, mas o governo estadual está fazendo esforços para ajudar as mais de 70 cidades afetadas.

Também estiveram presentes na reunião o secretário estadual do Planejamento, Guto Silva; o presidente do Instituto Água e Terra (IAT), Everton Souza; o chefe da Representação do Paraná em Brasília, Rubens Bueno II; e o diretor de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos do IAT, José Luiz Scroccaro.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook