WhatsApp
Facebook

Fundada em 1940, a Eternit – companhia no setor de construção, e líder de mercado no segmento de coberturas – está completando 45 anos de atividades no município de Colombo, na região metropolitana de Curitiba. A unidade é a quarta da companhia inaugurada em solo brasileiro e a segunda em produção dentre outras cinco unidades, atrás apenas de Goiás. Atualmente, a unidade emprega 320 colaboradores e produz 220 mil toneladas de telhas / ano.

Reconhecida no mercado brasileiro como “a marca da coruja”, a Eternit busca oferecer em seus produtos três características: durabilidade, qualidade e resistência. Aos longo dos mais de oito décadas de existência, a empresa atingiu popularidade nacional, especialmente na fabricação de telhas de fibrocimento, considerado o carro-chefe da companhia.

Um levantamento feito em 2016 mostrou que cerca 43% do mercado total de coberturas no País (residencial, industrial e comercial), era composto por telhas de fibrocimento, o que tornou a Eternit desde então líder no segmento de coberturas. O custo acessível desse material, além da fácil instalação, durabilidade e rendimento, contribuiu para que a empresa se destacasse no mercado nacional. Atualmente, a telha de fibrocimento é muito utilizada em projetos de escolas, hospitais, indústrias e conjuntos habitacionais.

Empresa Atingiu Popularidade Nacional Na Fabricacao De Telhas De Fibrocimento ≪Strong≫Eternit Completa 45 Anos De Atividades Em Colombo E Celebra Liderança No Mercado, Inovação E Tecnologia≪/Strong≫
A Unidade Emprega 320 Colaboradores E Produz 220 Mil Toneladas De Telhas Por Ano. Foto: Elizio Siqueira / Jornal União

Segundo o gerente industrial da unidade de Colombo, José Augusto Stier, o reconhecimento adquirido pela Eternit se deve pelaqualidade de seus produtos, reflexo dos processos adotados pela companhia. “Buscamos oferecer para o mercado o máximo de nosso sistema produtivo. Investimos pesado em processos, inovação, e principalmente em pessoas, pilares que garantem a perenidade do negócio e a segurança de uma marca forte”, afirma.

Outro ponto destacado por Stier são as iniciativas para a manutenção das reservas naturais, tendo como foco a proteção dos diferentes ecossistemas. “Todas as unidades espalhadas em território nacional possuem uma reserva ambiental própria. Isso é uma regra. Só aqui em Colombo contamos com 132 mil metros quadrados destinados à proteção do nosso bioma predominante, a Mata Atlântica. Entendemos quanto mais áreas verdes protegidas, maiores são as garantias de prestação de serviços ecossistêmicos”.

Empresa Inciou Em 2021 A Producao De Telhas Fotovoltaicas Certificadas Pelo Inmetro ≪Strong≫Eternit Completa 45 Anos De Atividades Em Colombo E Celebra Liderança No Mercado, Inovação E Tecnologia≪/Strong≫
Empresa Atingiu Popularidade Nacional Na Fabricação De Telhas De Fibrocimento. Foto: Elizio Siqueira / Jornal União

Parceria

A Eternit está em Colombo desde 1978 e é considerada pela companhia uma das unidades fundamentais para o desenvolvimento de novos produtos. “Essa unidade tem uma grande importância para a companhia. Além de ser nossa segunda maior unidade produtiva, é nela que são feitos testes para o desenvolvimento de novos produtos, soluções para coberturas e Sistemas Construtivos. Estamos felizes em comemorar esses 45 anos da fábrinca na cidade, queremos continuar participando da vida das pessoas e contribuindo com o crescimento da região, destaca o diretor comercial de marketing, Rodrigo Inácio.

Telhas fotovoltaicas: o investimento do futuro

O debate acerca da adoção de fontes de energias sustentáveis e renováveis já ocorre há algumas décadas. O uso exaustivo de energias poluentes causou impactos irreversíveis ao meio ambiente, e não há outra opção a não ser substituir essas fontes de energia poluentes por outras limpas e renováveis.

Pensando nisso, pesquisas envolvendo tecnologia e inovação possibilitaram que a empresa iniciasse, em 2021, a produção da primeira geração de telhas fotovoltaicas do país certificada pelo Inmetro. O produto tem funcionamento similar às já conhecidas placas fotovoltaicas – com diferença que as telhas possuem maior resistência e leveza – já que são produzidas com células de captação de energia do sol aplicadas diretamente no formato ondulado da telha de concreto (Tégula Solar) e de fibrocimento (Eternit Solar). A comercialização do segundo modelo está prevista para o segundo semestre de 2023.

Pag. 4 Substituir Foto ≪Strong≫Eternit Completa 45 Anos De Atividades Em Colombo E Celebra Liderança No Mercado, Inovação E Tecnologia≪/Strong≫
Empresa Inciou, Em 2021, A Produção De Telhas Fotovoltaicas Certificadas Pelo Inmetro. Foto: Divulgação

Desde que foram lançadas no país as telhas de captação solar têm ganhado mercado, principalmente em indústrias e empresas. O material representa mais praticidade, pois é de fácil instalação. Outro diferencial apresentado pelo produto é a redução do consumo de energia elétrica no imóvel onde ele é instalado.

Hoje a produção das telhas com tecnologia fotovoltaica é dividida em duas etapas dentro da companhia: a primeira na unidade de Colombo, onde é feita a fabricação do material bruto (fibrocimento), e a segunda na unidade de Atibaia, no estado de São Paulo, onde é feita a aplicação do módulo solar. O projeto da companhia futuramente é concetrar toda a linha de produção dessa tecnologia na unidade colombense, que vai passar dos atuais quatro para cinco linhas de produção.

Bolsa de Valores

As ações da companhia são cotadas desde 1948 na Bolsa de Valores de São Paulo (B3) e, desde 2006, fazem parte do Novo Mercado, que agrupa as empresas com mais alto nível de governança corporativa.

Colaboradores compartilham suas trajetórias na empresa

A preocupação com os colaboradores sempre foi um ponto forte da Eternit. Ao longo de sua existência, muitas pessoas passaram pela empresa e fizeram parte da sua história. O Jornal União conversou com três colaboradores de mais tempo de casa que aceitaram compartilhar um pouco de suas trajetórias profissionais.

Duas gerações participam da mesma história

Antes de chegar ao cargo de analista de logística sênior, Eduardo Trentin, de 38 anos, passou por outras funções na empresa. Conhecido como um dos mais antigos da planta de Colombo, ele ingressou em 2003 como ajudante de estocagem – o seu primeiro emprego com carteira assinada. A busca por aprender e se especializar em outras áreas abriu portas para que Eduardo também pudesse atuar no setor de estocagem e carregamento, além de uma passagem pela área de vendas e comercial.

Mas engana-se quem acha que a história de Eduardo com a empresa começou lá em 2003. Não, um pouco antes pra falar a verdade. A Eternit está muito presente na família dele e pode-se dizer que ele é a segunda geração a dedicar-se à empresa. Seu pai trabalhou durante 20 anos na mesma unidade e se aposentou em 2000, pouco antes dele ingressar na companhia. Um de seus tios também se aposentou na empresa, além de seu sogro que já atuou na unidade de Colombo. “Todos nós moramos na Colônia Faria. A empresa tanto para minha família quanto para a região é de grande importância. Tudo que eu tenho hoje é fruto da Eternit, aqui é o meu segundo lar”.

O Analista De Logistica Senior Eduardo Trentin Ingressou Na Empresa Em 2003 ≪Strong≫Eternit Completa 45 Anos De Atividades Em Colombo E Celebra Liderança No Mercado, Inovação E Tecnologia≪/Strong≫
O Analista De Logística Sênior, Eduardo Trentin, Ingressou Na Empresa Em 2003. Foto: Elizio Siqueira / Jornal União

O cargo que Eduardo ocupa hoje exige confiança e responsabilidade; afinal ele é responsável pelo faturamento do transporte da regional sul, que corresponde aos estados de Mato Grosso do Sul, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Até a entrega final, Eduardo é quem faz a ponte da venda entre os vários representantes comerciais e o cliente, cuidando também dos pedidos até eles serem liberados para as transportadoras.

Nesses 20 anos de casa, Eduardo se orgulha de nunca ter registrado um atraso no cartão-ponto. “Horário pra mim é sagrado; tem que ser cumprido”, enfatiza. O sentimento de gratidão pelas oportunidades é notório na vida do colaborador. “Só tenho a agradecer por todo esse tempo e experiência adquirida na empresa”.

Quem também compartilha uma história envolvendo a família é o gerente industrial, José Augusto Stier. Além de receber a reportagem do Jornal União, o gestor revelou que seu pai – hoje aposentado – trabalhou na planta de Colombo como motorista de caminhão autônomo. Ele relembra que quando criança ia sempre à fábrica com o pai. “Meu pai prestou serviços à Eternit por 25 anos. Morávamos em Pinhais e vinha acompanhá-lo no descarregamento da matéria-prima para fabricação das telhas. Ele também transportava o material para a rota de Foz do Iguaçu. Foi uma época boa!”, recorda. José Augusto é formado em administração com ênfase em marketing e está na empresa há 10 anos. Ele ingressou como coordenador administrativo, sendo promovido ao cargo de gerência.

O Gerente Industrial Jose Augusto Stier Falou Do Reconhecimento Adquirido Pela Eternit Ao Longo Dos Anos 2 1 ≪Strong≫Eternit Completa 45 Anos De Atividades Em Colombo E Celebra Liderança No Mercado, Inovação E Tecnologia≪/Strong≫
O Gerente Industrial, José Augusto Stier, Falou Do Reconhecimento Adquirido Pela Eternit Ao Longo Dos Anos. Foto: Elizio Siqueira / Jornal União

Crescimento e desenvolvimento

No próximo 22 de fevereiro, o encarregado de produção, Raul Roberto Fracaro, 60, vai completar 35 anos de casa. Trabalhar na Eternit foi a concretização de um sonho na vida dele, que se lembra muito bem de quando a fábrica começou a ser erguida em Colombo, na década de 70, próxima à BR-116. Na época ele trabalhava em um posto de combustíveis da região e sempre que passava pelas proximidades da empresa, ainda em construção, dizia que um dia iria trabalhar ali.

Na primeira oportunidade que surgiu Raul se candidatou para uma vaga de ajudante. Conseguiu! Outras oportunidades surgiram internamente e ele ocupou outros cargos como: operador de empilhadeira, conferente e líder, até chegar na função atual.

Trabalhar Na Eternit Foi A Concretizacao De Um Sonho Para O Encarregado Raul ≪Strong≫Eternit Completa 45 Anos De Atividades Em Colombo E Celebra Liderança No Mercado, Inovação E Tecnologia≪/Strong≫
Trabalhar Na Eternit É A Concretização De Um Sonho Para O Encarregado Raul. Foto: Elizio Siqueira / Jornal União

Hoje comandando uma equipe de 21 colaboradores, perguntado sobre o que a Eternit significa pra ele, duas palavras lhe vêm a mente: crescimento e desenvolvimento. “Trabalhar aqui é uma satisfação. A Eternit é uma empresa que me ajudou a crescer e a me desenvolver como profissional. Só tenho a agradecer a confiança e oportunidade que me foi dada”, afirma Raul.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook