WhatsApp
Facebook

A Prefeitura Municipal de Campina Grande do Sul, por meio da Secretaria de Saúde e em parceria com o Hospital Angelina Caron, promoveu na segunda-feira (17), no auditório do Teatro Municipal José Carlos Zanlorenzi, o evento “Outubro Rosa, prevenção ao câncer de mama”. O encontro contou com palestras e atividades que abordaram a importância do diagnóstico precoce do câncer de mama.

A iniciativa acompanha outras ações realizadas durante todo o mês de outubro e que estão voltadas a conscientização e prevenção ao câncer de mama e saúde da mulher, a exemplo do mutirão de mamografia que vêm sendo oferecidos todos os sábados em determinada unidade de saúde do município. Além da mamografia, as ações contam ainda com exame preventivo que objetiva detectar os riscos de câncer de colo de útero.

O secretário municipal de Saúde, Leandro Zanetti, explica que tais ações de prevenção estão sendo retomadas após período de pandemia. “Nosso foco principal é a prevenção. Os cuidados devem ser diários e este evento visa mostrar a importância disso. Ficamos um longo período sem realizar um encontro como este e demonstrar que temos sim um cuidado especial para a saúde das mulheres do município”, enfatizou.

Em Parceria Com Hospital Angelina Caron Prefeitura De Campina Promove Evento Sobre Prevencao Ao Cancer De Mama 2 Em Parceria Com Hospital Angelina Caron, Prefeitura De Campina Promove Evento Sobre Prevenção Ao Câncer De Mama
A Psicóloga Alissandra Ferreira Apresentou A Palestra Autoestima

Para abordar o assunto de forma simples e interativa, o evento recebeu algumas atrações e atividades: a primeira foi do Coral HAC, do Hospital Angelina Caron, que trouxe paródias musicais de canções conhecidas traduzidas na importância da prevenção ao câncer de mama. Na sequência a psicóloga Alissandra Ferreira apresentou a palestra autoestima, fazendo referência que mulheres que se amam fazem o autoexame, seguida das orientações sobre autocuidado ministrada pela enfermeira Scheyla. O evento finalizou com uma aula laboral sob responsabilidade do professor Dodô.

Sobre o Outubro Rosa

O Outubro Rosa é um movimento internacional criado no início da década de 90, com iniciativas em instituições de saúde, órgãos públicos, empresas e escolas de todo o Brasil. No Brasil, uma lei instituiu o mês de conscientização sobre o câncer de mama, período em que devem ser desenvolvidas atividades, tais como, iluminação de prédios públicos com luzes de cor rosa, promoção de palestras, eventos e atividades educativas, veiculação de campanhas de mídia e disponibilização de informações sobre a prevenção ao câncer.

Segundo dados divulgados pelo Instituto Nacional de Câncer (Inca), no Brasil, excluídos os cânceres relacionados a tumores de pele não melanoma, o câncer de mama é o mais incidente em mulheres de todas as regiões, com taxas mais altas nas regiões Sul e Sudeste. Já em relação aos óbitos, constitui na primeira causa de morte por câncer na população feminina em todas as regiões do Brasil, exceto na região Norte, onde o câncer do colo do útero ocupa essa posição.

Para o ano de 2022 foram estimados 66.280 casos novos de câncer de mama, o que representa uma taxa ajustada de incidência de 43,74 casos por 100 mil mulheres. A taxa de mortalidade, ajustada pela população mundial, foi 11,84 óbitos/100.000 mulheres, em 2020, com as maiores taxas nas regiões Sudeste e Sul, com 12,64 e 12,79 óbitos por 100 mil mulheres, respectivamente.

Um artigo científico brasileiro publicado na revista Public Health in Practice, neste mês de setembro, aponta que as campanhas do Outubro Rosa aumentam as ações preventivas de combate ao câncer de mama: o volume de busca por mamografia aumenta em 39% no período da campanha e nos meses imediatamente seguintes, segundo a publicação.

Sintomas

Os principais sinais e sintomas suspeitos de câncer de mama são: caroço (nódulo), geralmente endurecido, fixo e indolor; pele da mama avermelhada ou parecida com casca de laranja; alterações no mamilo e saída espontânea de líquido de um dos mamilos. Também podem aparecer pequenos nódulos no pescoço ou na região das axilas.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook