WhatsApp
Facebook
Delegado De Pinhais É Removido Pela Polícia Civil Devido À &Quot;Baixa Produtividade&Quot; Na Resolução De Homicídios

A Delegacia de Pinhas, localizada na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), teve o delegado Hormínio de Paula Lima Neto removido pela Polícia Civil do Paraná (PC-PR) devido à alegada “baixa produtividade na condução da delegacia no biênio 2022/2023”.

Segundo a polícia, o delegado apresentou um “baixo índice de resolução dos casos de homicídio na comarca”. A decisão de remoção foi assinada pelo delegado-geral Silvio Jacob Rockembach e publicada no Diário Oficial do Estado em 19 de junho.

De acordo com a avaliação policial, o delegado teve “uma das piores performances da Divisão Metropolitana em 2023, com apenas 20% de solução dos casos até 12 de junho”.

A reportagem solicitou mais detalhes à Polícia Civil sobre a remoção, mas até o momento da publicação não obteve resposta. Uma das questões não respondidas foi qual índice de resolução de homicídios é considerado adequado pela corporação.

Justificativas para a remoção

A polícia afirma que a decisão visa “cumprir as atuais diretrizes de gestão contidas no Planejamento Estratégico 2019-2023, visando um melhor atendimento ao cidadão paranaense”.

A portaria menciona que a avaliação do delegado foi baseada em “índices apurados através das ferramentas de gestão disponibilizadas”, sem especificá-los publicamente.

Segundo a polícia, “qualquer ato de realocação interna de servidores tem como objetivo o interesse público no aprimoramento da qualidade e eficiência na prestação de serviços”.

De acordo com a Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp), Pinhais registrou três homicídios dolosos no primeiro trimestre deste ano, indicando intenção de matar. Já em 2022, conforme o mesmo levantamento, foram registrados 33 homicídios dolosos.

Foto: Reprodução / RPC.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook