WhatsApp
Facebook
Construção Da Ponte De Guaratuba-Matinhos É Aprovada Pela Maioria Dos Habitantes Do Litoral

A construção da Ponte de Guaratuba-Matinhos, no Litoral do Paraná, é vista como uma melhoria na mobilidade para turistas e moradores que se deslocam entre as duas cidades em busca de serviços de saúde, educação e atividades de turismo e lazer. De acordo com uma pesquisa encomendada pelo Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico e Social (Ipardes), 97,9% das pessoas consultadas aprovam a necessidade da obra.

O levantamento, conduzido pela Radar Inteligência, ouviu 440 pessoas, entre moradores e não moradores, presentes em Guaratuba e Matinhos nos dias 11, 12 e 13 de novembro. Dentre elas, 86,4% consideram a nova ponte como muito necessária, enquanto 11,5% a veem como necessária.

A construção da nova ponte, esperada por mais de 30 anos, teve início em 27 de outubro, com o Governo do Estado investindo R$ 386,9 milhões na estrutura, que terá 1.244 metros de extensão e servirá como alternativa ao ferry boat utilizado para a travessia da baía de Guaratuba.

A pesquisa revela que 73,7% dos entrevistados acreditam que a Ponte de Guaratuba-Matinhos impulsionará o turismo local, enquanto apenas 25,7% avaliam que o movimento turístico não sofrerá alterações com o projeto.

A perspectiva dos entrevistados leva em conta mudanças no fluxo de pessoas para trabalho, acesso a serviços de saúde e educação. Para 50,3% dos entrevistados, o fluxo por motivos de trabalho ganhará novas oportunidades. Em relação à saúde, 48,7% acreditam que a utilização da ponte melhorará o fluxo entre as cidades. Na educação, 31,3% entendem que a dinâmica para assuntos relacionados a esse tema será maior nos próximos anos.

A pesquisa também avaliou a percepção da população em relação à frequência de uso do ferry boat na travessia e como isso será impactado após a conclusão da construção, que tem um prazo de 24 meses de execução. A amostra foi distribuída respeitando a proporcionalidade de sexo e faixa etária nas duas localidades.

Os resultados apontam que a maioria dos moradores de Guaratuba utiliza atualmente o ferry boat por questões relacionadas à saúde (74,4%), educação (66,6%) e atividades religiosas (56,5%). Já entre os moradores de Matinhos, a maior frequência de uso se deve às atividades religiosas (43,5%), negócios econômicos/financeiros (41,2%) e lazer ou turismo (35,5%).

Para aqueles que não moram nas duas cidades, turismo (34,2%), trabalho (22,3%) e visita familiar (19,6%) estão entre os principais motivos da travessia da baía de Guaratuba. A pesquisa contou com a participação de residentes em Guaratuba (39,6%), Matinhos (32,3%), Curitiba ou Região Metropolitana (12,7%), Interior do Paraná (8,2%), outros estados (3,6%), outros municípios do Litoral (3,4%) e outros países (0,2%).

Foto: DER-PR

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook