WhatsApp
Facebook

Com aporte de R$ 30 milhões, Estado incrementa agricultura e turismo em São José dos Pinhais

Paulo Roberto …
seg, 08/05/2023 – 10:50

A região beneficiada faz parte do cinturão verde da Região Metropolitana de Curitiba, responsável pelo suprimento de alimentos para a Capital e outras cidades do Paraná, Sul de São Paulo e Norte de Santa Catarina.

Quanto vale a realização de um sonho cultivado há mais de 50 anos? Para Valdomiro Gribogi, 79, agricultor, e Valdir Alves de Oliveira, 58, comerciante, pode representar a transformação dos seus negócios e a melhoria da qualidade de vida para as suas famílias.

Essa é a expectativa deles e de outras 500 famílias com a conclusão dos 20 quilômetros de pavimentação asfáltica que falta para ligar a Colônia Muricy, onde moram, em São José dos Pinhais, na Região Metropolitana de Curitiba, à BR-376. A obra, em andamento, foi viabilizada pela liberação de operações de crédito que somadas chegam a R$ 30.665.558,11, via Secretaria de Estado das Cidades (Secid).

“É uma grande felicidade ver a criação de oportunidades e melhorias no dia a dia das pessoas como resultado do nosso trabalho em atenção às diretrizes do governador Ratinho Junior”, disse o secretário Eduardo Pimentel.

A região beneficiada faz parte do cinturão verde da RMC, responsável pelo suprimento de alimentos para a Capital e outras cidades do Paraná, Sul de São Paulo e Norte de Santa Catarina. “Nos nossos oito alqueires, plantamos de tudo: repolho, couve-flor, rabanete, couve. E ainda temos 10 vaquinhas para a produção de leite”, conta Valdomiro. Ele lembra que está aposentado, razão da transferência da produção para os quatro filhos. “Vai ser bom para eles”, afirma.

O resultado das lavouras, em centenas de pequenas propriedades, muitas vezes em cultivos orgânicos, é levado em caminhões, duas vezes por semana, até a Central de Abastecimento de Curitiba (Ceasa), no quilômetro 10 da BR-116, no Bairro do Tatuquara, em Curitiba, e para outros destinos.

TURISMO – O turismo também deverá ser impactado positivamente com a obra. A pavimentação vai facilitar o tráfego de veículos entre a BR-376 e o Caminho do Vinho, arranjo produtivo local que reúne sítios culturais, oito vinícolas, 18 restaurantes e casas de café colonial, agroindústrias, cervejaria, unidades de lazer, pousadas, pesque-pagues e bares. Atualmente, o acesso por via completamente pavimentada só é possível a partir da sede do município.

O ciclo turismo também é contemplado pelo projeto. Em todo o percurso, haverá espaço para o tráfego de bicicletas delimitado por tachões, pintura própria e sinalização.

Valdir, dono de mercearia e de olho no potencial aumento do movimento, já projeta dias melhores a partir do esperado crescimento das vendas. Aos 58 anos, ele conta que ouve falar sobre a pavimentação desde os tempos de criança, quando ajudava o pai atender os clientes. “Acho que vai ajudar o comércio. Se mais gente passar por aqui, vai ter mais vendas. É um sonho muito antigo que agora está acontecendo”, afirmou.

Valdomiro e Valdir nasceram nas redondezas e ali fizeram suas vidas – casaram e formaram suas famílias.

PAVIMENTAÇÃO – As obras cobrem dois trechos, na Colônia Muricy e na Colônia Malhada, nas ruas João Lipinski e Professor Júlio de Carvalho, em um total de 20 quilômetros, ou 169.365,50 m², e completam a ligação da região com a BR 376. O pavimento, com nove metros de largura, reserva dois a uma ciclovia. O projeto atende os padrões definidos pela Secid, que observa questões ambientais e de sustentabilidade.

Além da cobertura asfáltica, fazem parte os serviços de terraplenagem, implantação de base e sub-base, meio-fio e sarjeta, drenagem, serviços de urbanização, sinalização de trânsito e iluminação pública. A pavimentação foi possível com a assinatura de seis convênios, todos pelo Sistema de Financiamento de Ações nos Municípios (SFM), entre a Secid e a Prefeitura de São José dos Pinhais. O andamento das obras em cada trecho varia entre 11% e 82% de conclusão.

OUTROS INVESTIMENTOS – O município de São José dos Pinhais tem outras 14 ações em andamento com recursos liberados via Secid. São R$ 40.638.021,06 que, além das estradas vicinais, viabilizam a pavimentação de vias urbanas (R$ 9.799.768,28, pelo SFM), a reforma da Escola Municipal Clodoaldo Naumann (R$ 631.569,40, do Programa de Transferências Voluntárias da Secid) e a aquisição de quatro veículos para os serviços públicos municipais (R$ 649.399,00, do Programa de Transferência Voluntária da Secid).

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook