WhatsApp
Facebook
Censo 2022 revela que o Paraná possui 30.460 indígenas distribuídos em 345 cidades

Segundo os dados do Censo 2022 divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta segunda-feira (7), o estado do Paraná possui uma população autodeclarada de 30.460 indígenas. Esse número representa um aumento de 14% em relação aos dados do Censo anterior, realizado em 2010, quando o estado registrava 26.559 indígenas. Essa população indígena constitui 0,27% do total da população paranaense, que é composta por 11.443.208 habitantes. Em 2010, essa participação era um pouco menor, representando 0,25%.

Dos 399 municípios do Paraná, 178 deles apresentaram um aumento na população indígena de acordo com os dados do Censo de 2022. A presença indígena é registrada em 345 cidades, o que equivale a 86% do total.

O Paraná possui a 14ª maior população indígena do Brasil e a segunda maior da região Sul, ficando atrás do Rio Grande do Sul, que possui 36.096 pessoas (aumento de 6,1% em relação a 2010), e à frente de Santa Catarina, com 21.541 indígenas (aumento de 18,2% em relação a 2010).

No ranking nacional, o Amazonas ocupa o primeiro lugar, com mais de 490 mil indígenas, seguido pela Bahia, com mais de 229 mil, e Mato Grosso do Sul, com mais de 116 mil. No Brasil como um todo, a população autodeclarada indígena alcançou 1.693.535 pessoas, representando 0,83% da população total.

De acordo com o levantamento, 13.887 dos indígenas no Paraná residem em terras demarcadas, sendo a maior delas a Terra Indígena Rio das Cobras, na região Centro-Sul do estado, que é a maior do Paraná e a 50ª maior do país, com 3.102 pessoas. A segunda maior é a Terra Indígena Mangueirinha, no Sudoeste, com 1.994. Em seguida, vêm as Terras de Ivaí, com 1.886 indígenas, Apucarana, com 1.636, e Palmas, com 725.

Os outros 16.573 indígenas paranaenses vivem fora das áreas demarcadas. Comparando com os dados gerais do país, o Paraná está acima da média nacional, com 45,59% da população dessa etnia vivendo em terras indígenas, enquanto no Brasil essa proporção é de 36%. Nas terras demarcadas, há 374 moradores não indígenas, ou seja, mais de 97% dos ocupantes são indígenas, o que coloca o estado com o 7º maior índice do Brasil.

“A luta dos povos indígenas e as políticas públicas de fortalecimento têm sido fundamentais para o País. É importante ressaltar que, embora grande parte viva fora das terras indígenas, devido a um processo histórico de desterritorialização, o Paraná ainda se destaca como um dos dez estados com maior população vivendo dentro desses territórios, o que é fruto de muita luta”, afirmou a secretária da Mulher e Igualdade Racial do Paraná, Leandre Dal Ponte.

Censo Indígena

A população indígena do Brasil chegou a 1.693.535 pessoas em 2022, sendo que a maioria (51,2%) está concentrada na Amazônia Legal. Em 2010, quando o Censo anterior foi realizado, o Brasil tinha 896.917 indígenas.

No Paraná, a população cresceu quase um milhão em 12 anos, passando de 10.444.526 em 2010 para 11.443.208 pessoas em 2022, um aumento de 9,56%. Com esse crescimento, o Paraná se tornou o 5º estado mais populoso do Brasil e o mais populoso da região Sul.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook