WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Campanha busca incentivar descarte apropriado de remédios no Brasil

Uma campanha lançada neste domingo (7) visa incentivar o descarte adequado de medicamentos no Brasil, uma prática já adotada por Lidiane Casco, servidora pública em Brasília.

Lidiane compartilhou sua experiência após a cirurgia de seu filho em fevereiro, quando precisou descartar o restante de antibióticos não utilizados. Ela levou os medicamentos para uma farmácia, demonstrando conscientização sobre o descarte apropriado.

Em 2023, foram corretamente descartadas 600 toneladas de medicamentos não utilizados, o dobro do ano anterior. A Campanha “Não Usou, Descartou” busca aumentar esses números, visando evitar a poluição do solo e das águas causada pelo descarte inadequado.

A farmacologista Soraya Smaili, uma das incentivadoras da campanha, destaca a importância de descartar os medicamentos em pontos de coleta específicos, presentes em cerca de 4 mil locais no Brasil, incluindo farmácias e postos de saúde.

Além dos medicamentos, as embalagens também devem ser entregues nos pontos de coleta, como cartelas de comprimidos e seringas. Materiais cortantes ou pontiagudos, como agulhas, devem ser descartados nas unidades básicas de saúde, que possuem os locais adequados para esse tipo de resíduo.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook