WhatsApp
Facebook
Cabanha e vinícola vão unir gastronomia e enoturismo em Campina Grande do Sul

Uma nova marca paranaense que se propõe a oferecer vinhos artesanais e finos da mais alta qualidade se prepara para a chegada ao mercado consumidor a partir de 2024.

Trata-se da Gran Prado, de propriedade do advogado Gregory Iurk Prestes, que vislumbrou a possibilidade de investir na nova atividade.

O vinhedo que será destinado para a fabricação dos vinhos artesanais fica em Campina Grande do Sul. Já a produção dos vinhos finos serão derivados de uvas vindas de outras regiões. O nome Gran Prado faz uma homenagem ao município na tradução em espanhol “Grande Campina”.

Em conjunto com o vinhedo, uma cabanha para manejo e produção de ovinos ocupa boa parte da propriedade de 60 mil m². O empreendimento tem como intuito oferecer carne fresca e da mais alta qualidade. Para isso, o espaço conta com um rebanho puro da raça Texel e controles de qualidade ímpares, sejam genéticos, de manejo ou nutricionais.

Estimativa E De Producao Reduzida De Uvas De Ate 6 Toneladas Ao Ano Cabanha E Vinícola Vão Unir Gastronomia E Enoturismo Em Campina Grande Do Sul
Estimativa é de produção reduzida de uvas de até 6 toneladas ao ano

Apaixonado pelo agronegócio, Gregory conta que antes de pensar em montar o próprio empreendimento visitou vinícolas pelo mundo, além de obter conhecimento sobre carnes nobres. Fora do escritório de advocacia, ele começou a pensar em uma outra ocupação, algo que preenchesse o tempo e também fosse prazeroso. “Produzo o que eu normalmente gosto de comer”, enfatiza.

Nesse primeiro momento a criação de ovinos já é uma realidade no local. As instalações contam com métodos e pastos adequados para cada espécie, tudo para assegurar a higiene e descanso aos animais. Após liberação recente do Instituto Água e Terra (IAT), o próximo passo do empreendimento será a adequação de sua estrutura, que vai seguir todas as normas e diretrizes ambientais, inclusive com um sistema de captação de efluentes industriais.

Dentro do projeto futuro do empresário está também a construção de um bistrô que vai oferecer degustação de vinhos, pratos especiais, e claro, a carne de carneiro como elemento principal. “O projeto iniciou a partir da vinícola. Vimos que a região tem um potencial industrial e turístico muito interessante. Nossa intenção é oferecer a experiência de unir gastronomia e enoturismo, com atividades diversas, como visitação à fábrica de vinhos, à adega e os demais espaços que o ambiente oferece”, comenta Gregory.

O Espaco Conta Com Um Rebanho Puro Da Raca Texel E Controles De Qualidade Impares Cabanha E Vinícola Vão Unir Gastronomia E Enoturismo Em Campina Grande Do Sul
O espaço conta com um rebanho puro da raça Texel e controles de qualidade ímpares

No tocante a criação e manejo de ovinhos, o empreendimento está focando por enquanto na recria de fêmeas com o objetivo de aumentar o rebanho. Os ovinos são todos de pura origem, alguns deles iriundos de outros estados, a exemplo de Santa Catarina e do Rio Grande do Sul. “Temos uma criação diferenciada, a começar pela dieta dos animais que é feita com ração de alto valor nutricional e pasto nativo. Os animais com finalidade de abate não recebem nenhum tipo de medicamento que exceda as vacinas de segurança,  tudo isso primando pela qualidade da carne que produzimos”, afirma Gregory.

Outra característica apontada pelo responsável está na preferência pelo abate do animal com três meses de idade. Segundo ele, nessa fase a carne é mais macia e com pouca gordura. “Após abatido, aproveita-se quase tudo do cordeiro, nenhuma peça é considerada de segunda linha e os cortes são utilizados em pratos nobres”, afirma.

Sobre a produção de uva a estimativa é colher uma quantidade reduzida, novamente prezando pela qualidade. Serão extraídas cerca de 6 toneladas da fruta todos os anos da propriedade. A uva bordô foi a espécie que mais se adaptou ao clima e à região. “O objetivo é focar na produção de vinhos em menor escala, mas seguindo uma qualidade elevada. Projetamos lançar em breve um vinho gran reserva, já na linhagem dos finos, que juntamente com a carne de cordeiro serão voltados para um público mais limitado”, conclui Gregory.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook
Imagem de destaque - Angeli