WhatsApp
Facebook

Um balão de aproximadamente 10 metros foi apreendido após cair dentro do pátio da Guarda Municipal de Quatro Barras, no fim da tarde desse domingo (4). O local é destinado para depósito de veículos apreendidos pela corporação.

A informação foi dada com exclusividade pela Graciosa 87,9 FM que esteve no local minutos após o ocorrido. Em conversa com o apresentador Fernando Cunha, os agentes afirmaram que conseguiram evitar um possível incêndio, além de apreender o artefato.

Segundo a GM, os agentes flagraram dois indivíduos suspeitos se aproximando do local para resgatar o balão que havia caído, tentativa que foi abortada devido ao risco dos envolvidos serem presos por crime ambiental. A ação de caputrar balões é comum entre baloeiros após a soltura dos artefatos, muitos deles se arriscam em invadir propriedades para apanhar o material.

“Aqui temos pelo menos dois delitos: crime ambiental e invasão à propriedade. Geralmente, soltar balões é uma competição que envolve dinheiro”, disse o agente Jaip da GM à reportagem.

Ninguém foi preso e o artefato apreendido foi levado à sede da GM.

Soltar balões é crime

De acordo com a lei número 9.605 de fevereiro de 1998, fabricar, vender, transportar ou soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas e demais formas de vegetação, em áreas urbanas ou qualquer tipo de assentamento humano é crime.

Denúncias de tais práticas podem ser feitas no 3672-3020 ou 153 da Guarda Municipal; na Polícia Militar via 190 ou em caso de incêndios no Corpo de Bombeiros no 193.

Confira a reportagem feita pela Graciosa FM:

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook