WhatsApp
Facebook

A Lottopar concretizou a primeira concessão de uma lotérica estadual na B3, nesta segunda-feira (25), em São Paulo. A cerimônia de batida de martelo histórica marca o início da concessão da modalidade lotérica instantânea no Paraná. Ela é conhecida popularmente como “raspadinha”, na qual o apostador sabe na hora se o bilhete está premiado raspando os campos encobertos desse bilhete. A empresa que vai operar o sistema é a Apostou.com. Ela assinou o contrato, pagou uma outorga fixa de R$ 15 milhões e agora começa a integrar o sistema ao da Lottopar.

A concessão tem o prazo de dez anos contados a partir da data de emissão da ordem de serviço, prorrogável por igual período, mas com limite de 20 anos. Os serviços lotéricos podem ser oferecidos apenas no Paraná, garantindo respeito à territorialidade.

Esta é uma modalidade de jogo na qual o resultado é imediato. O apostador sabe se o bilhete está ou não premiado raspando os campos encobertos onde estão gravadas combinações de números, símbolos ou caracteres determinantes dos prêmios. Os bilhetes poderão ser físicos e/ou virtuais, a depender do plano operacional que deve ser apresentado pela Apostou.com antes do início das operações.

“É um dia histórico tanto para a Lottopar quanto para a B3. É a primeira concessão lotérica da modalidade instantânea e também a primeira concessão lotérica realizada na Bolsa de Valores. É mais um passo importante na estruturação da Lottopar. Já fizemos o credenciamento e já estão em operação as apostas de quota fixa (bettings), batemos o martelo com a concessão da modalidade instantânea e em breve faremos as modalidades de prognósticos e passiva”, afirmou o diretor-presidente da Lottopar, Daniel Romanowski.

“A B3 é uma das maiores bolsas de valores do mundo e pela primeira vez recebe uma concessão lotérica. O Governo do Paraná mais uma vez inovou nesse processo, que garante transparência e assertividade”, complementou o secretário de Administração e da Previdência, Elisandro Frigo.

“Consolidamos um trabalho que teve muitas etapas nessa modalidade lotérica instantânea. A partir de agora inicia-se um prazo para que a empresa apresente os certificados, as garantias e o plano operacional para iniciar em breve a operação. Essa será uma modalidade com grande capilaridade em todo o Estado”, disse o diretor de Operações da Lottopar, Fabio Veiga.

A próxima etapa, de integração, é a conexão dos sistemas do concessionário com a plataforma de gestão e meios de pagamentos contratada pela Lottopar, o que garante que todas as operações estejam espelhadas, a fim de possibilitar monitoramento e coibir eventos que possam interferir na segurança, garantindo lisura nas apostas efetuadas.

SEGURANÇA – Como forma de garantir ainda mais segurança nas operações lotéricas dentro do Estado do Paraná, a Lottopar segue com credenciamento de laboratórios de testes e certificação aberto. O Paraná já conta com quatro laboratórios credenciados para atuar junto aos operadores lotéricos, que são Gaming Laboratories International (GLI), BMM Spain Test Labs, Gaming Associates Europe e eCOGRA.

A principal função desses laboratórios é verificar se os produtos e sistemas lotéricos cumprem normas, regulamentos e requisitos estabelecidos pelas autoridades reguladoras e pelas entidades responsáveis pela indústria de jogos e loterias. As certificações emitidas por esses laboratórios garantem que os serviços lotéricos e de apostas esportivas sejam justos, seguros, livres de fraudes e que atendam aos padrões internacionais de qualidade exigidos.

MODALIDADES – Em novembro de 2023, a Lottopar autorizou o início da operação das “bettings”. Estão em atividade na jurisdição do Paraná e de forma regulamentada cinco sites de apostas esportivas (Apostou, Bplay, Aposta.la, Pixbet e Nossabet) e podem ser acessados neste link. Além da loteria instantânea, a Lottopar também fará a concessão e fiscalização da loteria de prognósticos numéricos, passiva, prognósticos esportivos e prognóstico específico. O edital para essas modalidades está aberto e pode ser consultado neste link.

Os recursos arrecadados com a outorga das empresas operadoras, royalties e da outorga variável será destinada às áreas de habitação, segurança pública, além do financiamento de programas sociais do Estado.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook