WhatsApp
Facebook
Araucária Inicia Período De Atendimento Não Letivo Para Crianças Cadastradas

O calendário do ano letivo, conforme a legislação educacional, estipula 200 dias de atendimento educacional/pedagógico para crianças em geral. Durante o recesso escolar, surgem situações que demandam atenção fora do âmbito pedagógico, as quais o município de Araucária aborda por meio do Espaço Criança. Este espaço visa proporcionar cuidado, proteção, saúde, higiene e alimentação adequada a crianças de 0 a 3 anos que comprovadamente não podem contar com a supervisão dos pais durante o recesso ou estão em situação de vulnerabilidade social. O atendimento teve início nesta quarta-feira (03) e seguirá até 01 de fevereiro, nas instalações do CMEI Jardim do Conhecimento.

A Secretaria de Educação (SMED), responsável pela coordenação desse atendimento, informa que 220 crianças estão previamente inscritas no Espaço Criança 2024. Este atendimento não se relaciona com as atividades pedagógicas programadas para todas as crianças ao longo do calendário escolar, nem envolve a participação dos professores. Durante esse período, as crianças serão cuidadas por uma equipe de cuidadores infantis, e atividades recreativas e lúdicas farão parte da rotina do Espaço Criança.

O Espaço Criança é uma iniciativa da Prefeitura que visa assegurar cuidados básicos a crianças em situações específicas, durante um período que não é de atendimento educacional. Em casos nos quais os adultos da casa continuam trabalhando durante o recesso, garantir os cuidados de uma criança pode representar um desafio, especialmente para famílias em situação de maior vulnerabilidade. É nesse contexto que o Espaço Criança desempenha um papel crucial.

As crianças participantes foram inscritas com base em informações fornecidas pelas unidades educacionais sobre famílias que realmente necessitam desse atendimento durante o recesso. Os responsáveis pelas crianças precisaram comprovar a real necessidade desse atendimento na sede da SMED. É fundamental ressaltar que o Espaço Criança não tem a intenção de substituir ou eximir as famílias da responsabilidade, conforme previsto no Estatuto da Criança e do Adolescente, de garantir que toda criança desfrute de momentos de convívio familiar e social visando seu pleno desenvolvimento.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook