WhatsApp
Facebook
84 Escolas Rurais Do Paraná Recebem Conexão De Fibra Ótica Para Melhorar Acesso À Internet

A partir deste mês de setembro, 84 escolas rurais distribuídas em 44 municípios do estado do Paraná experimentarão uma melhoria na estabilidade e na velocidade de suas conexões à internet. Esse avanço é resultado da migração da conectividade via satélite para a tecnologia de fibra ótica, uma mudança que já abrangeu a maioria das escolas do estado, totalizando 1.702 unidades de um total de 2.104.

A fibra ótica oferece uma série de vantagens em comparação com outros meios de transmissão de dados. Sua velocidade de transmissão possibilita acesso à internet, downloads e uploads de arquivos a velocidades substancialmente superiores às de tecnologias anteriores. Além disso, as fibras óticas são altamente imunes a interferências eletromagnéticas, garantindo uma conexão mais estável e confiável, atendendo de maneira mais eficaz às necessidades de conectividade nas aulas.

No Colégio Estadual do Campo Monsenhor Miguel José Mickosz, localizado em Quitandinha, na Região Metropolitana de Curitiba, a implementação da fibra ótica já está trazendo benefícios palpáveis aos alunos. A escola recebeu essa tecnologia há pouco mais de um mês, e o diretor Edemar Lisboa relata: “Observamos um ganho significativo na qualidade da conexão o que tem possibilitado o uso de diversos recursos multimídia durante as aulas, como vídeos e conteúdos online que, antes da migração, demoravam para carregar”, afirma Edemar Lisboa, diretor da escola que atende 133 alunos da zona rural.

O Governo do Estado do Paraná investiu R$ 7,3 milhões somente neste ano para a implementação da conexão por fibra ótica nas escolas da rede estadual. Até o final do segundo semestre, a previsão é que mais 70 escolas situadas nas zonas rurais em todo o estado passem pela transição da conectividade via satélite para a de fibra ótica.

“A alta velocidade e baixa latência da fibra ótica permite aos estudantes acesso a recursos educacionais online, de forma instantânea, sem interrupções ou atrasos. Além disso, a fibra ótica permite o compartilhamento rápido de arquivos e o acesso a conteúdos de aprendizado, enriquecendo as pesquisas e projetos dos alunos”, afirma o secretário de Estado da Educação, Roni Miranda.

WhatsApp
Facebook

Publicações relacionadas

Compartilhe
WhatsApp
Facebook